How to com experiências em JUnit 4

JUnit é um framework simples, baseado na arquitetura xUnit para a implementação de testes unitários na linguagem Java. O JUnit geralmente vem integrado em IDE’s como Eclipse e NetBeans, mas pode ser obtido através da seguinte url https://github.com/junit-team/junit/wiki/Download-and-Install. Para começar a trabalhar com JUnit é preciso identificar junto à IDE como criar suites de testes. Geralmente uma suite de testes implementada no JUnit estará vinculada a uma determinada classe a ser testada. Cada suite de testes é formada por um conjunto de testes unitários que farão afirmações específicas sobre comportamentos do código, gerando resultados positivos se as afirmações forem verdadeiras, e resultados negativos se as afirmações forem falsas.

Testes unitários no JUnit são caracterizados por métodos de classe que implementam comportamentos da ferramenta. Cada teste unitário pode ser mapeado através de uma anotação @Test, declarada junto com o método de teste para sinalizar ao JUnit que este método deve ser invocado quando executar a(s) suite(s) de testes. Cada teste deve mapear exatamente um cenário a ser testado na aplicação, exigindo que determinados comportamentos sejam testados várias vezes para os diferentes cenários identificados.

Existem afirmações básicas que podem ser utilizadas ao implementar um teste unitário. Dependendo das necessidades e objetivos do teste, afirmações diferentes podem ser melhor aplicadas ao contexto. O teste mais simples pode ser construído usando o comando assertEquals(expected, obtained), que serve para comparar dois valores (objetos), e verificar se eles são iguais (um valor esperado e um valor obtido).

Outros testes podem ser construídos usando comandos como assertTrue(booleanValue). assertFalse(booleanValue), assertNull(valueObject), assertNotNull(valueObject), assertArrayEquals(expectedArray[], obtainedArray[]), e alguns matchers que fazem comparações específicas entre os valores esperados e os valores obtidos. Exceções podem ser esperadas em determinados cenários de teste, sendo verificadas através da anotação @Test presente no cabeçalho, inserindo a Exception.class no atributo ‘expected’. Ex.: @Test(expected=’Exception.class’)

É possível também criar critérios próprios de teste, implementando classes de Assertions especializadas nas abordagens adotadas pelo desenvolvedor. Para isso basta construir comparações e comportamentos que verifiquem as condições desejadas do código. Caso as verificações falhem, o resultado deve ser transmitido através do comando fail(message). Dessa maneira o teste irá falhar e exibir a respectiva justificativa para a falha.

O tutorial apresentado nos slides pode ser consultado através do link https://github.com/rmuchoa/JunitExperience com os códigos armazenados no github. Ps.: O acesso a banco não foi implementado de verdade, foi apenas uma prova de conceito inicial.

Anúncios

Uma opinião sobre “How to com experiências em JUnit 4

  1. Pingback: Mock it with Mockito | uMov.me Labs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s