Você sempre pode fazer menos!

Luciano Costa quando trabalhava aqui na firma, sempre falava do “you can always do less“. Este termo vem de um post da 37Signals, que o Luciano traduziu e colocou em um blog interno aqui na empresa. Estamos “publicando” para que outros possam curtir o texto também. O ponto principal é trabalhar restrições de tempo. Estas mesmas restrições podem valer também quando você pensa em contratar, ou quando olha para o seu time. Apesar do Luciano sempre falar em fazer menos, a empresa dele foi uma das que ajudou a fazer o site tragaseushow, que trouxe para Porto Alegre o Playing For Change, movimento que eu sempre gosto de falar a respeito. Nisto ele fez muito! E fez bem. 🙂

Bom, vamos ao texto!

A parte mais difícil sobre fazer um bom software que é entregue no prazo é saber o quê e quando sacrificar. Como programadores e designers, muitas vezes nos apaixonamos por nossos requisitos e somos incapazes de matá-los. Confundimos o que nós dissemos que vamos fazer com o que deve ser feito. Raramente é; Você sempre pode fazer menos.

O que impede a maioria das pessoas de fazer menos é o medo do fracasso. O equívoco de que se você não tiver tudo feito, o resto não vale nada. Que sem esse ou aquele recurso, ninguém vai querer usá-lo. Besteira! A maioria dos softwares tem uma essência minima que justifica a sua existência, tudo depois disso são vontades e desejos confundidos com carências e necessidades.

A maneira mais fácil de enxergar o que se pode viver sem, é planejar um jogo de restrições: Você tem que entregar na sexta-feira, você não pode adicionar mais pessoas e você não pode trabalhar de noite. Recursos fixos, tempo fixo. Tudo o que resta para mexer é escopo. É incrível como se tornam criativos os cortes e inteligentes os sacrifícios quando está encurralado, numa sinuca-de-bico. É quando tem que escolher que você faz as melhores escolhas.

Para cada estimativa de 1 dia para uma tarefa, há uma versão mais simples que você pode fazer em 3 horas, e uma mais simples ainda, que você pode fazer em 30 minutos. Ponha-se numa sinuca-de-bico, encurralado, e essas versões vão aparecer claramente diante dos seus olhos. Você sempre pode fazer menos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s